quarta-feira, 13 de julho de 2011

Direitos autorais contra a pirataria

Uma nova medida de proteção para estilistas e marcas pode ser aprovada no congresso dos Estados Unidos. O projeto de lei pretende classificar como crime as réplicas de grifes renomadas. Um exemplo recorrente são as famosas bolsas design inspired (definição em inglês paras essas imitações) da Louis Vuitton vendidas desde Shangai (na China), até a 25 de Março, em São Paulo.
O principal objetivo é incluir a criação dos designers no alcance da lei sobre direitos autorais. Para que a legislação seja aprovada é necessário que seja avaliada pela Câmara e pelo Senado. O projeto só prevê as cópias idênticas às criações originais e ainda não tem data confirmada para a audiência, de acordo com o site WWD.
O projeto foi aprovado em dezembro de 2010 por um painel do senado americano. O Ato de Prevenção de Pirataria e Proteção ao Design Inovador inclui peças de moda masculina, feminina, infantil e acessórios em gera: calçados, bolsas,roupas íntimas, etc. Mas os nomes e logotipos das marcas ficam de fora do projeto.
Uma situação em particular está prevista na proposta: se alguém costurar pra si mesmo - ou algum familiar - copiando alguma peça de marca, a mesma pode ser usada, desde que não seja comercializada.
Por Camila Magalhães no site Closet On-line

Nenhum comentário:

Postar um comentário